Após o empate de ontem (9) diante do Baraúnas na Arena das Dunas, o Alvirrubro se reapresentou na tarde desta segunda-feira (10) no CT Dr. Abílio Medeiros, em Parnamirim. Enquanto que os atletas que atuaram contra o clube mossoroense realizaram um trabalho de recuperação na academia, o restante do grupo trabalhou tecnicamente sob o comando do treinador Flávio Araújo. Não participaram dos trabalhos Michel Benhami e Danilo (transição) e Filipe Alves (entregue ao DM).
 
Titular no último compromisso, o volante Memo avaliou o desempenho rubro e atribuiu o resultado à falta de atenção da equipe.

"Faltou mais atenção e mais concentração. Quando a gente vai entrar em campo tem que estar atento do primeiro ao último minuto e isso não pode acontecer. A gente tem a oportunidade de fazer os gols e, do nada, parece que dá um apagão e isso no futebol é fatal. No meu ponto de vista o time tem que estar os 90 minutos mais os acréscimos concentrado e com sangue no olho, mesmo", afirmou.

O América ficou na frente do placar em três oportunidades e logo sofreu os gols de empate. Para Memo, a ansiedade em ter que marcar mais gols pode ter atrapalhado o desempenho do time.

"A gente necessitava da vitória e como fizemos o gol muito cedo é normal, quando estar jogando em casa, não recuar e como eu falei, um pouquinho de desatenção, os caras conseguiram achar o gol, depois a gente fez o outro e foi da mesma forma até o terceiro. Eu creio que essa ansiedade de querer acertar as vezes atrapalha muito porque a gente vive uma situação muito complicada que fugiu totalmente dos nossos objetivos e quanto mais a gente quer acertar, as vezes acaba dando errado", disse.

Na próxima quarta-feira (12), às 19h45,o Mecão têm um jogo decisivo contra o ASSU, fora de casa, pela última rodada do segundo turno do Campeonato Potiguar. Só a vitória interessa ao Alvirrubro, já que os três pontos podem garantir vagas na Copa do Brasil e Série D de 2018.

"É reunir as forças, não pode esmorecer. Infelizmente a gente não está na final mas é um jogo final para o América, porque está valendo calendário para o próximo ano e a gente tem que pensar dessa forma. É o mínimo que a gente pode fazer e isso a gente pede desculpas ao torcedor. A gente, também, está imbuído em tudo isso, mas o mínimo que a gente pode fazer que é ficar em terceiro lugar e dar, pelo menos, essa contribuição ao América", declarou.

O grupo americano volta a treinar amanhã (11) a tarde, a partir das 15h30, e logo após o jantar viaja para Assu, local da partida.

Foto: Canindé Pereira/América FC


Banner detran