Thumb img 3266Quando o time alvirrubro entrou em campo na tarde deste domingo (13), uma novidade se apresentava com a camisa de número sete (7), o atacante Lucas Silva, contratado após disputar o Campeonato Pernambucano pelo Central-PE, atual vice-campeão Estadual.

Com um futebol rápido e ofensivo, o jogador agradou não só á torcida, como também ao treinador que acredita no crescimento do atleta com o manto americano.

"Estreia é complicado. Mas fugiu um pouco das características dele, acho que ele poderia ter explorado mais o que ele tem de bom, que é a velocidade. Eu acho que ele veio muito com um, dois, eu acho que não é caracterisca dele, mas acho que ele vai crescendo ao longo da competição. Eu acho que ele ficou muito tempo parado, terminou o campeonato pernambucano, ele ficou muito tempo parado, voltou agora, duas semanas trabalhando, nós achamos melhor colocar ele e o mesmo foi bem algumas vezes no jogo", disse Ney da Matta.

Após a partida, o jogador se mostrou feliz com aprovação da torcida que o aplaudiu no momento de sua substituição.

"Toda estreia é difícil e em uma equipe grande como o América não poderia ser diferente. Estava com o 'frio na barriga' mas logo passou quando a torcida incentivou a primeira jogada. Fiquei muito feliz em ouvir os aplausos e foi ali que tive a certeza que consegui ajudar a equipe. A torcida é muito bonita, apoiou o jogo todo e conseguimos a vitória", falou Lucas Silva. 

Lucas Silva de Oliveira tem 24 anos, é natural de Saubara-BA e além do Central-PE, atuou em equipes como Tombense-MG, América-MG, Palmas-TO, Rio Preto-SP, Barra-SC e Santa Clara, de Portugal.

Fotos: Canindé Pereira/América FC



Banner detran