O América enfrentou dois adversários na partida deste sábado (11), diante do Vitória (BA), no estádio Barradão, quando foi derrotado pelo placar de 2x1. Além do adversário rubro-negro baiano, a equipe potiguar também esbarrou com um erro da arbitragem que lhe custou um melhor resultado no jogo.  

Isso porque, quando o marcador já apontava 1x0 para os donos da casa, aos 38 minutos do primeiro tempo, o atacante Raul recebeu levantamento na área e finalizou para o fundo do gol em posição legal. Mesmo assim, o juiz cearense GLAUCO NUNES FEITOSA estando distante do ponto central da jogada, paralisou o lance e invalidou o gol legítimo, apitando falta do atacante Tony em Alan Costa, do Vitória, mesmo sem a marcação de irregularidade na jogada por nenhum dos seus auxiliares, sendo eles: Anderson Moreira e Samuel Oliveira. Ambos também do Estado do Ceará.

Este seria o gol de empate do América e nas filmagens é possível identificar que não houve falta. Diante deste cenário, a diretoria americana já sinalizou que fará uma representação oficial junto à Comissão de Arbitragem e Liga do Nordeste contra o árbitro da partida, GLAUCO NUNES FEITOSA.

Banner detran