O Alvirrubro adquiriu testes de Covid-19 na expectativa da liberação do retorno às atividades futebolísticas no América Futebol Clube, o que não aconteceu. Em total acordo com o Departamento Médico americano, a Diretoria seguirá o protocolo desenvolvido pelo corpo clínico da instituição, composto pelos Doutores Maeterlinck, Marcos, Marcelo e Márcio Rego.

Antes do retorno definitivo, todos os atletas e funcionários serão submetidos a testes que, de acordo com os médicos do América, deverão acontecer em até 72h antecedentes. Enquanto aguarda o próximo decreto do Governo, a Diretoria vai adequar a estrutura do Centro de Treinamento Dr. Abílio Medeiros, em Parnamirim, com a desinfecção de toda a área de trabalho.

Mediante a autorização do Ministério da Saúde, do Governo do Estado e da Vigilância Sanitária, produtos de higiene, além dos kits de teste rápido, estarão à disposição de todos, bem como equipamentos de proteção individual (EPI).

De acordo com o protocolo desenvolvido pelo Departamento Médico, o primeiro teste deverá ocorrer 72h antes do treino e o segundo no dia do trabalho com o intuito de identificar falsos resultados. Jogadores e funcionários imunizados poderão compor um grupo único de treinamentos que deverão ser divididos em mais de um vestiário, respeitando o distanciamento de cada atleta.

As regras também rezam que cada atleta deverá se deslocar para o CT em seu veículo sozinho e deverá estacionar em local pré-definido com distância segura entre os veículos. Em caso de não possuir qualquer meio de locomoção, deverá se deslocar de carro de aplicativo utilizando máscara cirúrgica e fazer uso de álcool em gel ao sair do veículo. Este procedimento também será observado na ida aos jogos.

Caso seja necessário o uso de ônibus para ida aos jogos e/ou treinos, o espaçamento entre cada atleta será de duas filas com uso obrigatório de máscara, com jogadores e comissão técnica se deslocando separadamente, sendo obrigado o uso de álcool em gel na entrada e saída do veículo.

Após cada uso, todos os espaços serão submetidos à nova desinfecção pela equipe de limpeza que estará devidamente protegida com máscaras e luvas. 

As medidas serão adotadas inclusive em caso de tratamento médico. Cada atleta “entregue ao DM” não poderá frequentar outras instalações, bem como terá maca e produtos individualizados, sem qualquer tipo de compartilhamento. Os profissionais da saúde também estarão devidamente protegidos e cientes da necessidade da assepsia.

NO TREINAMENTO

Antes de iniciarem os trabalhos, atletas e comissão técnica serão submetidos a um termômetro infravermelho. Na ocorrência de febre e/ou sintomas respiratórios, o testado será isolado e avaliado individualmente.

Será respeitada a quantidade mínima necessária – não mais de dez - de membros da comissão e staff para conduzir o treino. 

Não será autorizada a utilização de adereços, tais como alianças, correntes e relógios, nem a presença de torcedores e profissionais da imprensa.
O protocolo médico do Alvirrubro também tem orientações específicas para treinamentos individuais e coletivos que vão desde a obediência aos horários marcados até o tratamento com os aparelhos/utensílios a serem usados.


Banner detran